SOBRE

SILA LIMA

          A arte é influência marcante desde a infância, através da avó ceramista e da mãe, professora de pintura. Cursou aquarela dos quatro aos sete anos e estreou sua primeira exposição. Autodidata incansável, aperfeiçoou suas técnicas de pintura por dezessete anos, trabalhando ora improváveis aquarelas e  veladuras, ora camadas de tinta excessivas, tendo como ponto alto da pesquisa a reação entre tintas incompatíveis.

            Entre Curitiba e Florianópolis  de 2007 a 2010, participa da Mostra dos Três, do projeto Arte Solidária e da coletiva “Estranha Modernidade”. Inaugura Sila Lima Objetos e Desejos, que expõe e comercializa “objetos de essência” garimpados mundo afora. Estuda poética, estética e pesquisas de linguagem com o artista plástico e professor de Filosofia da Arte da UERJ Silvio Barros. Recebe influência de artistas como o fotógrafo Paulo Greuel. Tem seu trabalho adquirido por colecionadores de mais de vinte países.

            Aposta em novos suportes, mídias e canais de comunicação como caminhos para a democratização da arte e aculturação do observador acerca de seu fantástico papel social. Participa do “Arte na Faixa”, iniciativa curitibana premiada internacionalmente por utilizar a intervenção urbana em faixas de pedestres como ferramenta de conscientização popular.

            Em 2011 atuou no Coletivo Par in Partes, realizando intervenções coletivas com performance e microintervenções urbanas, algumas retratadas na exposição "Zona D: Contrastes”, exibida no Memorial CWB e no MAM de Cascavel para a Semana Nacional de Museus. Em 2013 expôs “Ruptura” na Galeria Tatlin, RJ. Muda de ateliê e cria um coletivo de arte multitalentos.

         Inaugura em 2016 o Centro de Exposições do Grupo Thá, a mais antiga e tradicional construtora do país, com a exposição “Retratos da Urbe”, que exibiu o registro fotográfico de aglomerações de distintas formas de expressão em muros “habitados” pela cena artística local.

               Em maio de 2018 expõe “Libélula” no Bathé Café e Cultura e lança uma linha de ecobags assinadas e pintadas individualmente. Participa da Design Weekend SP 2018 com a Exposição “Ateliê em Trânsito”.

          Acumula dezenas de participações em salões de arte e mais de 40 participações em 16 edições da CASA COR. Atualmente se dedica à produção de suas obras e a projetos de soluções em artes visuais, comissionado em sua maior parte. Publicitária com MBA em Marketing pela FGV, presta consultoria para artistas, lojas e galerias.

        Sila é paulistana praticamente curitibana, livre pensadora, amante de plantas, física quântica, filosofia e antropologia. Escreve nas raras horas vagas e Inspira-se principalmente na natureza e suas cores, no micro e no macro cosmos, nos efeitos da passagem do tempo e nas incompatibilidades dos elementos.

  • White Google+ Icon
  • White Instagram Icon
  • Facebook B&W

All rights reserved © 2019 Brazil